Páginas

7/23/2007

Sem Poluição Visual


Edson Aparecido Borin Alves, 32 anos, da cidade de Tanabi, interior de São Paulo, o homem que vende espaço publicitário nas costas.


Agora sim, nós que estávamos acostumados com aqueles enormes informes publicitários nas ruas da cidade, já vemos um cenário bem diferente. Aos poucos as empresas e outros estabelecimentos vão investindo em outros meios de publicidade, daí saem as mais criativas ferramentas comercias das empresas, são idéias como a de colocar a frase em um galão de água: “quantos litros você já bebeu hoje?” com o logo da fornecedora de água mineral na frente, ou também investir em informes publicitários dentro dos banheiros onde a movimentação é grande, na frente de mictórios ou no caso de banheiros femininos, nas portas a frente da privada, isso ocorre muito em bares onde o volume de pessoas é grande, segmentado e diferenciado nos finais de semana. Além dos trens do metro encapados, dos BUStv que circulam agora, das companhias de táxi conveniadas com outras empresas, o segmento está mais amplo e competitivo, exigindo o Maximo de criatividade nas estratégias de marketing, convênios e parcerias que vem sendo feitas pelas empresas.

Agora que já é notada a diferença na paisagem, nas ruas, no visual em geral da cidade de São Paulo, resultado daquelas empresas que tiraram de onde estava, de suas portas, de seus predios, aquelas grotescas e gigantescas placas geradoras da poluição visual , nota-se também a arquitetura externa dos estabelecimentos, são mais cores, desings diferenciados, vitrines e objetos de desejo que agora irão chamar a atenção do consumir que passa pelo local.

Para aumentar o numero de pessoas entrando na loja de calçados, vale até virar as sandálias da vitrine para atrair aquela pessoa supersticiosa, ela entra só para desvira-las; exagero? não, isso é bizarromarketing, que por mais incrível que pareça, funciona.

Por que não colocar a logomarca da sua empresa em algo descartável que é utilizado diariamente por uma grande massa de consumidores segmentados? Um guardanapo de um restaurante com a marca de um bom vinho, um ticket de estacionamento com o logo do posto ou lava-rápido mais proximo, uma caixa de pizza com a estampa da locadora do bairro, ou a sacola da locadora com a estampa da pizzaria... são varios os namoros dentre as empresas que dão muito certo e que agora já estão sendo muito mais explorados com mais precisão.
Os autdoors já deixaram de existir na cidade e realmente pararam de contaminar nossos olhares durante a correria do dia a dia pelas ruas.


Depois não se impressione ao chegar em um banheiro quando for usar o papel.... estou dizendo do papel toalha ou do secador automatico!

Um comentário:

Guto disse...

É aí que a gente vê o talento humano real: usar a inteligência pra superar o caminho mais fácil, caminho este que fatalmente nos causa tantos transtornos quanto soluções. Criatividade na veia, abaixo soluções fáceis! :)