8/21/2009

EU SOU DE PLÁSTICO


Se tem uma coisa que me orgulha demais é quando alguma tendência de gestão ou consumo brasileira toma proporções giga e vai para na gringa, melhor ainda se for no Planeta Fashion.

Em matéria para o NY Times no seção Lifestyle, a editora Suzy Menkes levantou a bola dos sapatos de plástico que estão dominando o mundo e antes mesmo de alguém pensar em qualqer marca poderosa do mundo, nós (brasileiros) lembramos da MELISSA.

Um especial do NY Times levanta exemplares de Yves Saint Laurent, Givenchy, See by Chloé, Tory Burch e Lacoste, todas declaradamente eco-friendly, feitas com plástico reciclado, e preços mais acessíveis, de US$ 200 (uns R$ 369) pra baixo.

Há quem diga que um dos grandes responsáveis pela popularização destes calçados é a Croc (confesso que tenho muita preguiça de falar desse sapato feio que dói). A empresa vendeu mais de 100 milhões de pares de sapatos nos últimos sete anos, mas o NY Times dá o crédito à Melissa brasileira, que há 30 anos faz esse trabalho e se consagrou como a maior empresa de calçados de plástico do mundo.

A Grendene conseguiu fazer uma coisa super estranha que é um sapato feito de plástico entrar na cultura de consumo brasileira e hoje todo mundo acha normal. Mostrar ao mundo que isso é possível e permite inúmeras opções de design foi o ponto chave da Melissa nessa galgada global.

"Creio que a Melissa ajudou a romper alguns tabus em relação ao material. É muito interessante ver que o mundo da moda aderiu a algo que fazemos há 30 anos", diz Eduardo Jordão de Magalhães, diretor de marketing internacional da marca.

Depois de Havaianas e Melissa, porque as marcas de tênis nacional não buscam inopvar em pró do brasileiro ao invés de copiar os made in china da marca das três listras?

Fica a dica.
Postar um comentário