9/08/2009

A FUGA DAS GALINHAS

Enquanto o CADE (Conselho Administrativo de Defesa da Concorrência) não aprova a fusão das duas marcas para criar uma das 10 maiores empresas de alimentos do mundo, a Sadia e a Perdigão vêm rebolando para se consolidarem financeiramente, porem com as atuações comerciais ainda separadas. Uma está salvando a outra do buraco, junto à previsão para entrar em 2010 com uma dívida bruta de R$8 bilhões (um saldo positivo, acredite). Desde Maio quando foi anunciada a fusão, estão esperando o “salve” do CADE para poderem começar o trabalho com foco no objetivo principal da Brasil Foods: “Ser uma das maiores e ter competitividade mundial”. O que está em aberto, é a discussão sobre o possível “cartel” que a marca pode criar no Brasil, interferindo na economia nacional e controlando o preço dos produtos que estão todos os dias na mesa de muitos brasileiros. Se tem uma coisa que me incomoda muito e que venho falando já fazem dois anos aqui no Marketing Focus, é o poder que a ELITE Brasileira possui (quando digo Elite, falo dos bancos). O Santander chegou aqui no Brasil abalando e comprando como se estivesse em uma feira, no atacado. Itau e Unibanco se uniram para ficar “mais fortes”, sem grandes problemas. É engraçado como os bancos conseguem tudo muito rápido, sem muitas barreiras, sem burburinhos no mercado, mas com uma influencia gigantesca que nenhum brasileiro vê, no senado, na mídia. Será que nós sabemos de tudo? É claro que não. Mas como bom brasileiro que vive na positividade do país, torço para que tudo de certo com todas as marcas Nacionais que entram no mercado externo, sem prejudicar suas origens, a sua terra verde e amarela.

Imagem: Tutty Vasques

Postar um comentário