Páginas

9/10/2009

O leitor inteligente é a nossa energia.

Alguns dias atrás postei aqui no blog um artigo que aborda o grande fluxo de informações, como nós fazemos para equilibrar o conteúdo e “peneirar” tudo que é do nosso interesse, evitando no meio de tanta turbulência, os ruídos de informações.

Deste que surgiu o comentário do Tiago Ferreira da Silva, Jornalista que escreve no Atemporalizando com conteúdo de plena qualidade.

Faço questão de reproduzir este comentário em um post especial. Obrigado Tiago!

Acho que para vivenciar esse mundo de intensa informação é necessário uma preparação intelectual básica, para ter capacidade de interpretar cada acontecimento e saber contestar a veracidade de cada informação.

Vale lembrar que a informação tem aos montes, mas a qualidade delas não é garantida. Ouso afirmar que a maioria do que se lê por aí é duvidoso, mesmo o que sai nos grandes jornais.

Acho que muito além de tentar captar a informação que vem aos montes, deve se priorizar aquilo que interessa, aquilo que realmente vale a pena. Sou jornalista e tenho que ler aos montes, mas, quando me deparo com assuntos de economia, na boa, não resisto e viro a página. Não dá pra assimilar tudo. A vida é uma só.

As prioridades devem estar concentradas; tentar captar tudo pode te tornar um grande cidadão informado, mas certamente tomará teu tempo para se concentrar em um ramo. A informação também tira seu tempo e, citando aquela velha máxima, 'tempo é dinheiro'.

5 comentários:

Naya Rangel disse...

E voltamos para aquele velho ditado! "Quem conta um conto, aumenta um ponto"!

Infelizmente é verdade, achar uma fonte de informação confiável e sem distorções atualmente é muito difícil, nem as grandes mídias escapam!

Abraços!

http://kultura-digital.blogspot.com/

JacK B. disse...

É verdade, e o problema maior talvez nem seja isso, mas sim vc ler informações de acordo com o ponto de vista de quem escreveu, você pode por exemplo ler diversas matérias com pensamentos contraditórias sobre o pré-sal, o bombardeio de informações, além de ser algo que gasta o tempo, e a paciência, gasta também o raciocinio da pessoa, para ela poder filtrar aquilo da forma certa e ter a sua opinião formada, porque para isso é necessário mais do que buscar uma única fonte de informações.

Igor Pinheiro disse...

Bem interessante, mas acho que muitas pessoas podem ver esse comentário como estranho, não sei explicar o porquê. Concordo muito quando ele disse "Não dá pra assimilar tudo. A vida é uma só.", muitas pessoas acabam se esquecendo disso e tentando se desdobrar em mil a troco de praticamente nada.
É isso, parabéns pelo blog!

Camaleão disse...

é sempre assim mesmo, sempre aumentam a história, gostam de inventar só para gerar mais polêmica

Tiago Ferreira da Silva disse...

Gustavo e comentaristas,

Obrigado pelas considerações.
Igor, entendi bem o que vc quis dizer que algumas pessoas podem achar estranho o comentário.

Talvez alguns caiam naquela utopia de que é possível checar tudo e se firmar numa posição mais sólida dos acontecimentos. Mas nem que o cara se desdobre em mil irá conseguir fazê-lo. Num fato, não existe apenas a posição a favor e a contrária; existem muitos outros fatos em cima de cada fato.

Às vezes acredito que o próprio mundo infinito das ideias que Platão citava há mais de 2.000 anos atrás, está presente. Se não fosse assim, nunca teríamos o novo.

Naya, acho que as grandes mídias são as que mais cometem erros em distorção de informação. Facilmente se vê críticas ao governo Lula. Me cite pelo menos três críticas diretas ao governo Serra e te darei um doce.

Gustavo, nem tem o que falar. Fiquei contentíssimo com a publicação do comentário em um post. Os comentários realmente fazem a diferença de uma página, e ninguém melhor que você pra saber disso.

Grande abraço!