Páginas

9/22/2009

WELLNESS


Você sabe o que está comendo? Não? Então agora irá saber.

Com a grande quantidade de linhas de produtos que temos disponíveis do mercado, o consumidor que exige qualidade, sempre pesquisa por produtos que mostrem quais são os nutrientes e vitaminas que fazem parte da sua composição. Muitas vezes o cliente se depara com diversos termos novos como “este produto possui vitamina x”, “produto a base de Y”, mas como saber qual produto é o melhor e de onde vem toda essa tecnologia que faz a qualidade de cada marca dentre tantas opções disponíveis nas gôndolas dos supermercados hoje?

Aproveitando essa dúvida de muitos consumidores, a DSM criou um selo em que irá rotular os alimentos que são produzidos com a tecnologia que a marca oferece. "Vamos adotar um selo para estampar as embalagens dos produtos dos nossos clientes no Brasil de forma a indicar a qualidade, rastreabilidade e sustentabilidade dos ingredientes", afirma Eduardo Estrada, presidente da DSM na América Latina.

A empresa tem como clientes não só multinacionais como Nestlé, Kraft e Unilever, mas também grupos nacionais como Sadia/Perdigão e Ambev. E é claro que você já comeu algo de uma delas, sem ao menos saber da influência da DSM nos produtos.

Uma forma de destacar bons alimentos para quem procura qualidade, além de ler o rótulo com os nutrientes em cada embalagem.

Confira o conceito Quality For Life da DSM.

19 comentários:

Julio Cesar Lourenço disse...

O ruim desses alimentos naturais é que eles sao muito caros, infelizmente, compensa mais comprar os tradicionais, mas a tendencia é que esta diferença cada vez mais se altere...

Juh Bassan disse...

É uma maneira a mais da gente procurar qualidade no que come. Eu tô em fase de 'descoberta' de uma intolerância a lactose e tenho me preocupado bastante com alimentação, e depois de ter começado uma dieta mais saudável tô me sentindo bem melhor.

Inez disse...

É ótimo que alguém se preocupe em controlar a qualidade dos nutrientes dos alimentos e de informar corretamente ao público consumidor.

Fernando Dantas disse...

Se as pessoas soubessem a quantidade de nutrientes que consomem por dia, nunca iriam precisar de Centrum !

Kelly Christi disse...

Olha só, bacana que existam projetos assim, mesmo que poucos procurem...

bjs

http://www.pequenosdeleites.blogspot.com

Coisas simples e intensas Blog disse...

Bom saber disso, quanto mais certificados de qualidade as empresas obterem, melhor para nós consumidores.

http://daniel.a.s.zip.net

Pobre esponja disse...

Selos como esse são fundamentais. Pena eu não ser muito fã de alimentos naturais.

abç
Pobre Esponja

Arthur A. Melo. disse...

Lembrei de uma marca: FOOD FOR LIFE.

os alimentos naturais são os melhores para a nossa saúde.

Marcelo Ribeiro disse...

Este tipo de alimento seria o ideal para nossa nutrição. O problema, e isso é geral mesmo, é o preço destes. São muito caros. Mas a iniciativa é válida, sim, com certeza. Esperamos que um dia, isso mude...
Bj

Alexandre Terra disse...

interessante isso, agora sera possivel saber o que agente esta ingerindo........se todos se alimentassem direito ninguem precisaria de suplementos e vitaminas etc.....

http://alexandreterra.blogspot.com/

arash gitzcam disse...

sem agrotóxico por favor.

LuEs disse...

Gustavo, eu não acredito que o consumidor busque primordialmente saber de que é composto o alimento que vai comer.
Dada a condição financeira de muitas pessoas, elas não se dão ao luxo de comprar os produtos "naturais", porque eles são bem caros. O consumidor acaba se guiando pelo preço, procurando aquele que é mais barato, não aquele que é mais nutritivo.
No entanto, eu acho excelente a ideia de identificar os produtos com o selo de qualidade, pois é uma forma de trazer segurança a quem vai consumi-lo.
;)

Fabricio bezerra da guia disse...

eu me preocupo com a alimentação,mas depois de ver os preços das comidas orgãncias eu me preocupo com o bolso.E ainda tem comida cheia de agrotóxico e eles vendem pra gente como se fosse natural

Fábio Flora disse...

Comer bem, mesmo que pagando mais, não é prejuízo; é investimento na própria saúde. Abraços e sucesso com o blog!

erika disse...

gostei da ideia pois fica mais facil de identificar e comprar produtos de boa qualidade, das empresas que citou, conheço a ambev,já trabelhei,é claro que refrigerante e cerveja não é algo que se diga "saudável" mas com este selo dá pra saber pelo menos que o produto foi feito com qualidade!

erika disse...

muito boa a idéia mesmo!

Gizelli Sousa disse...

Eu sou meio reticente com selos. Porque não enxergo o processo. Quais os critérios adotados para que um alimento receba o selo e qual a credibilidade da empresa que vai ser responsável pela distribuição dos selos? Só isso me preocupa.

lopes disse...

A questão seria os criterios para um produto ter selo de qualidade... Se eles efetivamente teria eficácia para os consumidores ou se seria uma estratégia de marketing.

E por fim os produtos naturais deveria ter incentivos, insenções de tributos, assim seria mais acessível financeiramente ao consumidor.

Lara Sousa disse...

Esse selo é legal pra quem não consegue entender bem o que está no rótulo, desse modo facilita muitoi a vida do cosumidor que quer ter uam vida saudavel;