1/06/2010

DISNEY STORE SEGUE OS CONSELHOS DE JOBS

Créditos imagem: Walt Disney
A nova Disney Store na Times Square trás mais do que um mundo de fantasia. A marca que é exemplo de branding e relacionamento para o mercado, vem com uma novidade na cidade nova-iorquina em 2010. Uma transformação de um antigo espaço na avenida, talvez seja algo próximo do realizado pelas lojas de varejo da Apple, Mickey Mouse & Co. Promete interação com atrações que remetem aos parques temáticos e exposições para as crianças.

Com direito a castelo da princesa interativo, animações infantis, teatro e narração de histórias para o público jovem, a promessa é de um envolvimento bem maior do que qualquer loja da marca existente no mundo. Terá também exibições de vídeos para as crianças, animações para o publico infantil, eventos especiais e até aparições de celebridades junto ao cronograma de lançamentos dos principais filmes da Disney.

Segundo um
artigo do NYtimes publicado em outubro, grande parte dos créditos desse feito pode ser dado ao CEO da Apple, Steve Jobs, que já faz parte do conselho da Disney dês de 2006, depois que a empresa comprou a Pixar Animation Studios. Assim como fez (e deu certo) com as Apples Stores, deve ter convencido a Disney a evoluir no projeto das lojas próprias em grande escala.

Foram compartilhadas com os executivos da Disney, as informações detalhadas sobre as instalações das lojas da Apple, com direito a um tour acompanhando das operações, o que pode ter sido primordial nas tomadas de decisões, segundo informações do Times. O que já deu certo foi a criação de um “protótipo” de loja, onde qualquer erro que aparecesse, pudesse ser resolvido e ajudado para elaborar o novo plano da Disney Store, construída na atmosfera encantadora da marca levando a sua filosofia mágica para as suas lojas.
Postar um comentário