5/30/2007

O Poder de um Nome



Não, isso não é uma queima de estoque de uma loja do Bom Retiro !!

Kate Moss parou a Inglaterra no começo do mês de Maio com a lançmento de uma linha de roupas assinadas com o seu nome para a magazine inglesa TopShop, vendida nas 225 lojas da rede. Em Londres na abertura da loja da Oxford, mas de 1000 pessoas esperaram por horas na entrada da loja para ter o direito a provar apenas oito peças em no máximo 20 minutos cada um e comprar apenas cinco delas, com controle extremo nos provadores e caixas.
Mas nem isso impediu que logo após o lançamento, as peças da coleção já estivessem à venda no site de leilões online eBay por milhares de dólares. A parte reservada para venda online no site oficial da TopShop esgotou em poucas horas também.

Alguns dias depois, a coleção chegou à loja Barney´s em NY, nos EUA e adivinhem ? Não houve muita diferença, as peças se esgotaram em menos de uma semana. modelo recebeu 3 milhões de libras pelo projeto e o licenciamento de seu nome, que agora é mais nova marca do mercado de moda, o que equivale à 12 milhões de reais.

Isso serve para mostrar, o quanto um nome, uma personalidade ou um ícone pode interferir na percepção de uma marca, atrair novos clientes ou até chamar atenção de todo um novo segmento. A marca TopShop nunca foi considerada uma marca de vestuário ligada diretamente ao mundo da moda, estando atrás de marcas como Zara,French Connection, Monsoon, Max Mara e H&M, que recentemento se utilizou dos mesmos artificios, contratando personalidades como Madonna,Karl Lagarfeld e Demi Moore para desenhar coleções limitadas para a suas lojas.

Além de ter um nome forte para se tornar uma marca, Kate Moss é também reconhecida com Líder de Opinião e Ditadora de Tendência(trendy setter) no mundinho da moda, o que além de atrair inúmeros compradores fashionistas, busca consumidores que seguem o estilo de ícones e passam a relacionar todo estilo, glamour e poder da "marca" Kate Moss a marca TopShop, que passa a ter um novo posicionamento na cabeça dos consumidores, reconstruindo e manejando sua personalidade de marca, agora alçada pela super model dos anos 90, Kate Moss.

(Será que alguém lembra que ela foi flagrada nos bastidores de um desfile cheirando carreiras e carreiras de cocaína ? Claro que não !! Os Relações Públicas da supermodelo e da loja TopShop agradecem a memória curta dos fashionistas !!)

O que foi que eu comi no almoço mesmo ?!! (risos)

Nenhum comentário: