11/28/2011

OH OW ! - ICQ no Mobile + Redes Sociais


O ICQ foi comprado por uma empresa gigante Russa, Mail.ru, que investiu na florzinha verde, integrando a outras redes sociais e inclusive com app pra mobile - hoje a plataforma possui mais de 35 milhões de usuários por mês. E na sua versão 7.7 vem agradando os outliers, por ser uma ferramenta de massa (nem todo mundo está no icq hoje em dia) e ainda é utilizada por pequenos grupos de amigos, organizações, clãs e pessoas que curtem a emoção do alerta "oh ow" hype agora também no celular.


Mais informações: Mail.Ru 
Existe um fã site brasileiro que evangeliza o ICQ no Brasil: http://www.icqrulez.com/

Tendência confirmada #eucoopero

11/17/2011

Números da internet no Brasil em 2011


A Beta-Id fez uma animação muito bacana que mostra dados sobre a internet no Brasil em 2011.
Para dar mais profundidade nesse post segue abaixo a transcrição dos dados que aparecem no vídeo:

- 81 milhões de usuários,
- Média de crescimento de 10% ao ano,
- 51% homens e 49% mulheres,
- Penetração por idade:
  • 12 a 15 anos 87%, 
  • 16 a 24 anos 85%, 
  • 25 a 34 anos 56%, 
  • 35 a 44 anos 41%, 
  • 45 a 59 anos 23% 
  • e 60 anos ou + 6%.
Penetração por classe social:
  • AB 75%
  • C 53%
  • DE 19%
Penetração por escolaridade:
  • Superior 90%
  • Fundamental 70%
  • Médio 28%
- 1 em cada 4 é estudante,
- 1 em cada 5 (15,6 mi) acessam pelo celular,
- A internet é 2ª opção do brasileiro em busca de notícia,
- Campeã de audiência na internet: mídias sociais - com 94% de adesão,
- Brasileiros gastam em média 5 horas por mês acessando as redes sociais,
- No Facebook os brasileiros são são 30 milhões - 54% são mulheres e 61% delas tem entre 18 a 34 anos,
- 36% dos brasileiros acessam diariamente o Facebook,

No Reino Unido as pessoas passam mais tempo no Facebook do que assistindo TV,
Nos Estados Unidos as pessoas passam mais tempo no Facebook do que no Google, Yahoo, Youtube, Microsoft, Wikipedia ena Amazon juntos.

Como as marcas estão utilizando as redes sociais:
- Twitter 65%
- Facebook 54%
- Youtube 50%
- Blogs 33%

76% das marcas usam redes sociais como estratégia de negócio,
74% das empresas acreditam que as redes sociais influenciam no ROI,
64% integram as redes sociais nos planos de marketing,

Faturamento estimado em publicidade digital no Brasil em 2011: 4,5 bilhões
15% do orçamento para publicidade já está na internet.

11/09/2011

Sua empresa na internet - Ô cabecinha! A abertura dos olhos da velharada

Nós que somos jovens profissionais, estamos o tempo todo nos forjando a comprovar o resultado do uso das tecnologias para as empresas conservadoras (e seus dirigentes antiquados). Mega complicado enfrentar essas barreiras nas pequenas, médias e grandes empresas. Mas o tamanho do desafio é o que nos motiva, não é mesmo?

A nova era está aí, a revolução já começou e não virá pelo rádio, jornal e muito menos via televisão. Estamos vivendo um momento histórico na humanidade em que muitos profissionais de comunicação, por pura ignorância ou arrogância baseada nos seus princípios de liderança antiga, quer dizer, dirigência (pois o líder é aquele que pensa nas pessoas e não em benefício próprio), acabam limando projetos maravilhosos de jovens profissionais que estão chegando no mercado de trabalho cheios de vontade de fazer acontecer.

O que dizer sobre a geração milenium que teve a boa sorte de crescer em meio a tecnologia? Incluindo seus viés ela possui seus benefícios, mesmo com a grande quantidade de informação e conteúdo, os hard users da web sabem muito bem onde procurar e quem seguir na rede para conseguir aquela informação preciosa que antes o diretor de marketing pesquisa nas revista e jornais. Santa tendência! Oremos para que eles, velhos profissas, abandonem os impressos e coloquem os aplicativos certos em seus tablets. Esqueça Veja, Valor, Exame e demais mídias de massa que falam sobre o mercado. Por mais que elas tenham conteúdo de qualidade e aprofundados, lembre-se que por trás de cada "matéria" existe uma grande empresa que influencia em todas as informações, mesmo sem ter o nome de informe publicitário (que é comprado). Não estou falando por achismo, acredite.

Vai esperar quanto tempo para colocar o seu analista junior dentro do planejamento de comunicação e mídia da sua empresa? Você não contratou o cara para somar na sua empresa? Então! Abra os olhos e dê uma chance do cara evidenciar o máximo do potencial dele com o que ele sabe e pode oferecer (e lembre ele disso).

Fica a dica para os profissionais da era da ditadura militar que ainda guardam pra si mesmos a sua experiência de longos anos que, por mais valiosa que seja, deve se abrir para o novo e dar mais oportunidades para quem sabe de verdade. A interdependência é muito mais forte que a independência. Pensei nisso.

8/15/2011

A segmentação mais perfeita da cidade


Ao longo das últimas semanas, muito se tem dito sobre a batalha entre os dois maiores gigantes da internet hoje. Com o lançamento do Google +, o Google está se movendo em direção ao competitivo território de redes sociais, que hoje é amplamente dominado por Facebook no mundo.

Toda a discussão sobre "quem vai ganhar" tem sido em torno das características de cada plataforma social: "Os círculos Google+ são uma ótima idéia", "o bate-papo de vídeo é muito melhor do Facebook", "Facebook é muito mais amigável", e assim por diante. Mas a real (e escondida) batalha é bem menos perceptível para o público em geral, embora muito interessante para o mercado publicitário e para aqueles que trabalham em pesquisa de mercado.

A batalha entre as duas marcas é sobre a busca de informações e modelos que podem segmentar os consumidores de forma mais eficiente.

Diferentes visões sobre segmentação
As visualizações de segmentação do Facebook funcionam de uma forma bastante completa. Com base em dados demográficos, dados sobre a localização e interesses pessoais, é possível, de forma muito eficaz, estabelecer um cluster. No Facebook, por exemplo, é possível conversar com mulheres com idade entre 20-30 anos de idade, residentes no Brasil, que estão envolvidas e são apaixonadas por maquiagem.

Já o Google sempre viu a segmentação de forma diferente. Consumidores sempre foram agrupados por meio de informações sobre as suas necessidades. Um anunciante do Google, por exemplo, pode falar com pessoas que estão buscando informações sobre (que têm uma necessidade de) maquiagem para peles oleosas.

Com o Google +, a marca se aproxima de um critério de segmentação quase perfeita. A marca é capaz de pegar todas as informações pessoais dos usuários do Google +, combiná-las com todos os dados sobre as necessidades dessa pessoa e oferecer agrupamentos mais assertivos. No futuro, não só os anunciantes do Google serão capazes de encontrar mulheres com idade entre 20-30 anos de idade, residentes no Brasil, que estão envolvidas e são apaixonadas por maquiagem (como no Facebook), mas também saber onde estas mulheres estão planejando pesquisar, comprar e usar os produtos.

O Google vai se tornar ainda mais poderoso no negócio de segmentar os consumidores quando eles começarem a reunir informações de outras marcas do Google, como o YouTube e o Google Maps, por exemplo.

Impacto na pesquisa de mercado
Se os anunciantes são capazes de encontrar de forma mais eficiente os seus objetivos, porque a pesquisa não pode se beneficiar da mesma lógica?

Com a capacidade de segmentação crescente oferecida pela Internet, pesquisar os consumidores se tornará uma tarefa cada vez mais interessante. Devemos aprender a olhar para os segmentos de uma forma mais atual, ligados à lógica da internet, descobrir maneiras diferentes e criativas para o acesso dessas pessoas, ganhando assim insights mais valiosos.

A evolução trouxe pelo Google + e pelo Facebook um impacto não só sobre a forma como pensamos sobre a publicidade, mas também sobre como nós investigamos os consumidores. As possibilidades de inovação em projetos de pesquisa estão se tornando ilimitadas. Só é preciso estar atualizado com o que há de novo na tecnologia da web e traçar paralelos com a realidade de pesquisa de mercado.

O único cuidado necessário é compreender que a maior quantidade de informações não necessariamente traz uma maior quantidade de insights, de idéias. Se a fonte de pesquisa está se tornando quase ilimitada, cabe ao pesquisador um maior trabalho em edição, análise e idealização na pesquisa de mercado.

7/27/2011

Campinas recebe 8ª Edição do "Bate papo sobre e- commerce


No próximo dia 30 de agosto acontece em Campinas a 8ª Edição do “Bate papo sobre e-commerce”, encontro que há dois anos já reuniu mais de 2.500 empreendedores, profissionais e estudiosos de todo o Brasil para falar sobre comércio eletrônico, empreendedorismo, blogs e mídias sociais, em um formato bastante descontraído e colaborativo.


A edição principal acontece todos os meses em São Paulo e uma vez por mês visita uma cidade que possivelmente hospedará o Bate Papo em edições fixas. O objetivo da organização é realizar edições mensais e simultâneas em todas as capitais brasileiras até Dezembro de 2011.


O "pagamento" da participação no evento é sempre com caráter social e fica a critério dos organizadores locais. No caso de Campinas, produtos de limpeza e higiêne infantil que será destinado a instituição Abrace Solidário.


Programação:
14h00 - O que é o Bate Papo? - Gustavo Menna
14h10 - Turismos de Experiências: Os bens são tangíveis, as
emoções são memoráveis - Jorge Nahas
15h00 - O mercado de Food Service na internet - Allan Mobley
15h50 - Coffee
16h10 - Grupos de Bate Papo
18h00 – Fim


Data: 30/08
Local: Unicamp – FEEC Sala FE02
Rua: Av. Albert Einstein, 350 - Cidade Universitária
Cidade: Campinas


Entrada: Grátis! Só pedimos para que sejam doados produto de
limpeza que serão destinadas para as crianças do Abrace Solidário


Inscrições: http://ow.ly/5OulA

Mais informações em: www.bpcampinas.com.br

7/26/2011

Compartilhando links

Em uma tarde de trabalho bem agitada, recebo um email da @VivianneVilela com uma porrada lista de links mega interessantes e inspiradores para qualquer ramo de atividade. Digo, qualquer ramo que existam pessoas engajadas em querer fazer mais do que trabalhar limitadamente.


E para nós o céu é o limite, certo?
Segue abaixo a lista. Tenho certeza de que algo daqui vai ajudar você nos seus negócios. #Enjoy




- VÍDEOS
1)      Colaboração no mundo em rede: http://www.youtube.com/watch?v=o4QRouhIKwo&feature=youtu.be
2)      Social Midia 2011 (estatísticas): http://www.youtube.com/watch?v=3SuNx0UrnEo
3)      Se o Facebook fosse um país: http://www.youtube.com/watch?v=iD6l47doQNc
4)      Se o Twitter fosse um país: http://www.youtube.com/watch?v=sPI8F7qhPnA
5)      Mercearia Paraopebas – a arte da gestão, atendimento e do relacionamento com o cliente e do empreendedorismo social: http://www.youtube.com/watch?v=aUiWgtIGJwU
6)      Um novo negócio por Abílio Diniz: http://www.youtube.com/watch?v=y2QPeoRwrc4
7)      Existe oportunidade de negócio segura? Por Abílio Diniz: http://www.youtube.com/watch?v=lCHF35oj8MI&feature=related
8)      Web 2.0 – a máquina somos nós: http://www.youtube.com/watch?v=NJsacDCsiPg



- INOVAÇÃO COLABORATIVA:
·         Open innovation - http://www2.innocentive.com/
·         Publique para milhões! A democracia das redes sociais te deu uma livraria #free http://issuu.com/
·         Você salva o planeta e ganha $ http://www.greenchallenge.info #eco #inovação
·         Para reinventar a nossa humanidade! Vai lá http://www.thevenusproject.com/
·         Inovação coletiva e sabedoria das multidões para #startups e novos produtos http://www.bubbleideas.com
·         Brasileiros que #botaramprafazer e criaram um rede de hobbies - http://www.ido4fun.com/
·         Ajude a curar o mundo, doando apenas a memória do seu computador by http://zapt.in/CUZ
·         Mapas sobre tudo que você desejar http://wikimapps.com/
·         Um Brasileiro e uma #redesocial de arquitetura global. Merece nosso click e aplausos http://www.archicubed.com/
·         Como anexar arquivos digitais em objetos do mundo real http://zapt.in/5hp
·         Engajamento social e reciclagem coletiva com diversão http://zapt.in/5mi http://thefuntheory.com/
·         Artes plásticas + Pegada Ecológica + Rede social de esculturas? = http://www.underwatersculpture.com/
·         Documentários grátis para você enxergar outro lado da moeda! http://www.freedocumentaries.org
·         Vai lá colocar sua idéia e empreender Http://www.ideialab.com
·         Pepsi e sua ação para mudar o mundo com as redes sociais http://www.refresheverything.com/
·       Quem é seu herói, uma ação com vocação “viral” de verdade http://en.tackfilm.se/
·         (R)evolução na educação #3D #OpenSource #Free #EADhttp://www.opencobalt.org/
·         1 milhão de conectados discutindo café http://zapt.in/66o 
·         São paulo de muitos! Co-creations de fotógrafos! 230 Fotógrafos! 1 Cidade! Inteligência Coletiva e aplausos http://zapt.in/3Qx
·         Sapatos feitos com TVs recicladas! http://bit.ly/cUEKn6Humanidade se reinventando!
·         Ecodesign + tecnologia = Computador feito com papel reciclado http://migre.me/Bqj4


- GESTÃO DE NEGÓCIOS
1 –Saiba como tirar proveito das redes sociais para avaliar as aspirações profissionais dos colaboradoreshttp://www.hsm.com.br/editorias/rh/voce-conhece-os-seus-colaboradores

2 - Instituto Inovação lança StartupFarm, programa inédito no Brasil que cria e acelera startups digitais em 30 dias: http://startupi.com.br/2011/instituto-inovacao-lanca-startupfarm-programa-inedito-no-brasil-que-cria-e-acelera-startups-digitais-em-30-dias/

3 – O mundo interconectado das empresas de tecnologia: http://startupi.com.br/2011/o-mundo-interconectado-das-companhias-de-tecnologia/

4 – Como usar o crowdsourcing para inovar na sua empresa: http://crowdoque.typepad.com/blog/2011/04/a-nova-bolha-e-o-crowdsourcing.html

5 – O que é crowdsourcing? http://crowdoque.typepad.com/blog/2011/07/para-voc%C3%AA-o-que-%C3%A9-crowdsourcing.html

6 – Compras coletivas: os dois lados desta estratégia: http://www.hsm.com.br/editorias/marketing/compras-coletivas-os-dois-lados-desta-estrategia

7 – As companhias mais lucrativas do mundo: http://startupi.com.br/2010/as-companhias-mais-lucrativas-do-mundo/

8 – 25 recursos essenciais para um empreendedor: http://www.entrepreneur.com/article/219967?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed:%20entrepreneur/latest%20(Entrepreneur%20Update)&utm_content=Google%20Reader


5/25/2011

Injeção para Viralização

por Igor Romeu.

Muitas vezes, quando alguém ou alguma marca coloca um vídeo no Youtube, quer que o vídeo vire um viral, mas sinto informar que nem sempre isso é tão simples.

Um vídeo viral tem vida própria, ele cai na rede e é visto e repassado por milhares de pessoas, faz sucesso, vira meme, vira hit, todo mundo comenta sobre, aparece na TV, efim, como fazer um vídeo se viralizar?

Para começar é preciso saber que (“até um sanduiche iche…” #brinks) qualquer um pode fazer um vídeo e disponibilizar na rede, qualquer um pode produzir conteúdo (relevante ou não). Deste modo , começamos a ver na tela pessoas comuns, que não saíam em capa de revista ou estavam na novela, fazendo sucesso, como a Stefhany do Cross Fox.

Antes da criação da mídia eletrônica, as pessoas tinham como referencia o sobrenatural, o que era criado pela mente do homem; com a criação do rádio e da TV a mídia criou o irreal, um ideal que foi imposto. Agora com a web, a vida real chamou a atenção do público, as pessoas começaram a poder se ver na tela, identificar a realidade, o real, ver o Charlie mordendo o dedo do irmão (mais uma vez).

A vida real é representada na tela por produções caseiras, feitas em casa, editadas no computador pessoal, uma estética simples. E essa estética sem refinamento dita os virais, por isso quando uma marca quer fazer um viral, ela filma uma ação real, que ocorreu com pessoas reais – sem personagens – e faz uma produção simples. Para um vídeo profissional parecer amador, com estética de viral, sai caro, para não ocorrer o risco de queimar uma marca.

Como disse Rosana Hermann @rosana: “os mouses clicam pela ressonância, clicamos naquilo que ressoa em nós”, ou seja, clicamos quando de algum modo aquilo mexe conosco. Diferente da TV, na web nós selecionamos a programação, vemos apenas o que queremos e podemos escolher não terminar de ver tal vídeo e partir para o próximo.

Então o que atrai os internautas para que um vídeo se viralize?
As pessoas se atraem pelo que as revela, o que as tocam, o que as reflete na tela, quando se cria uma identificação com o receptor; cria atração também algo que intriga, que instiga, nesse caso uma chamada de suspense, que cria curiosidade pelo conteúdo atrai muitas visualizações. E as pessoas se atraem pelo que é moda, o que é onda, todos querem estar ao menos por dentro da moda, se Luisa Marilac está tocando como dj na balada todos querem ao menos saber de onde surgiu essa pessoa, mesmo que não goste, se não alguém vira e fala “VOCÊ NUNCA VIU O VIDEO DELA?!”, e você vai ficar se sentindo a pessoa mais desinformada do universo e redondeza.

Portanto, quando chegar um briefing no qual o cliente pede que na campanha surja um vídeo viral, a gente manda ele rezar? Também não. Há fatores que ajudam um vídeo a se viralizar, o Mashable divulgou esse infográfico com dados que servem para dar aquele “empurrãozinho” na viralização:


Deste infográfico se tiram algumas conclusões:

- Quanto menor o video, maior a chance de viralizar

- O Facebook é o principal meio de divulgar videos para que seus amigos vejam, e esses compartilham para os amigos deles, que compartilham, e por aí vai.

- Videos de companhias de bens de consumo são mais visualizados.

- 57% dos impactados são mulheres de 18 a 34 anos.

*Igor Romeu é diretor de arte da B2, agência especializada em marketing e eventos para o público jovem e escreve originalmente no Blog da Agência B2

Imagem: Mashable Infographics

5/18/2011

W3C Brasil inicia estudos sobre Certificação Profissional em Padrões Web


Ok, já falamos aqui sobre o real valor das certificações, mas para quem curte vale acompanhar esse novo processo de certificação para profissionais da web nas áreas especificadas pelo W3C. O escritório brasileiro iniciou grupo de trabalho, com a participação de filiados brasileiros ao consórcio e parceiros, com o objetivo de estudar e levantar hipóteses para implantar processo de certificação profissional em padrões web. 

A iniciativa, além de analisar limites e possibilidades para esse processo, visa atender demanda dos profissionais do mercado brasileiro que há tempos buscam maneiras de certificar-se nos diversos padrões do W3C.

Ainda que os estudos sejam iniciais e que não haja previsão de sua consecução, os interessados em opinar, acompanhar notícias a respeito ou mesmo indicar interesse em candidatar-se a exames para obtenção de certificação podem cadastrar-se no formulário web constante no endereço http://migre.me/4yPeG

Um dos itens importantes do estudo do W3C é poder dimensionar se de fato há real demanda para essa certificação. O cadastro ajudará a obter alguma estimativa.

Os debates iniciais indicam 4 modalidade diferentes de certificação que poderão ser combinadas em níveis diferentes:

 * Padrões Web (HTML, CSS, ...)
 * Acessibilidade Web (WCAG 2.0, WAI-ARIA, ...)
 * Web Mobile (padrões para desenvolvimento de aplicações web mobile  ...)
 * Web Semântica e Dados Abertos (RDF, SPARQL, OWL, ...)

O formulário de cadastro é bem simples e não requer mais do que dois minutos para preenchimento: http://migre.me/4yPeG

Outras informações: http://www.w3c.br

5/10/2011

Fronteiras do Pensamento - Edição São Paulo


Vai ter início no final do mês de Maio a conferência internacional Fronteiras do Pensamento. Depois de 80 edições e tendo sua versão brasileira em Porto Alegre, esse ano o evento escolheu a cidade de São Paulo para explorar a compreensão do século XXI.

Pra quem não conhece, o Fronteiras do Pensamento é um projeto cultural múltiplo que aposta na liberdade de expressão intelectual e na educação de qualidade como ferramentas para o desenvolvimento. Organizado a partir de um curso de altos estudos, dirigido ao grande público, busca traduzir temas contemporâneos através de um ciclo de palestras que acontecerão por todo o ano de 2011 na poderosa Sala São Paulo. O evento é apresentado pela Braskem e ainda conta com patrocínio da CPFL e da Natura.

“Serão temas que nos trarão inquietação”, explica o professor Dr. Fernando Schüler, curador do seminário. “Queremos trazer para o debate temas importantes, dando aos alunos uma visão real dos próximos 10 ou 20 anos, nas diferentes áreas contempladas”.

Se animou? Confira a programação dessa edição do evento:

25/05 quarta Fredric Jameson
Norte-americano, crítico literário e pensador político, Prêmio Comemorativo Internacional Holberg em 2008.

14/06 terça Shirin Ebadi
Iraniana, Prêmio Nobel da Paz 2003. Primeira mulher a ocupar o cargo de juíza no Irã. Líder mundial pelos direitos humanos, exilada na Inglaterra.

22/06 quarta Miguel Nicolelis
Brasileiro, médico neurocientista, seu trabalho com próteses neurais integra a lista das “10 tecnologias que vão mudar o mundo”, segundo o MIT.

12/07 terça Zygmunt Bauman
Polonês, sociólogo, Prêmio Príncipe das Astúrias em 2010, autor de Modernidade líquida, O mal-estar da pós-modernidade e Vidas desperdiçadas.

09/08 terça Lech Walesa
Polonês, Prêmio Nobel da Paz 1983, fundador e líder do Sindicato Solidariedade e ex-presidente da Polônia.

28/09 quarta Luc Ferry
Francês, filósofo, ex-ministro da educação da França, autor de Aprender a viver e A nova ordem ecológica.

22/11 terça Alain de Botton
Suiço, filósofo, autor de A arquitetura da felicidade, Desejo de status e Como Proust pode mudar sua vida.

06/12 terça Orhan Pamuk
Turco, Prêmio Nobel de Literatura 2006, autor de Istambul, Neve, O castelo branco e Meu nome é vermelho.

Mais informações no site www.fronteirasdopensamento.com.br, pelo telefone (11) 4007.1200, no site www.ingressorapido.com.br ou pelo e-mail relacionamentosp@fronteirasdopensamento.com.br.

Imagem: Capa da Revista Fronteiras do Pensamento do jornal Zero Hora (Reprodução).

4/08/2011

MKTfocus 4 anos !

"Há 4 anos atrás começamos a escrever sobre o que nos interessava sobre o mercado, como simples válvula de escape com tanto excesso de informação que nos rodeava.
Como tudo nesse mundo que é feito com amor, o blog MKTfocus tem resultado muito gratificante para nós. Nesse meio tempo recebemos mensagens de professores, amigos, estudantes, blogueiros e leitores do outro lado do mundo que nos lêem e que "curtem" as postagens que aqui publicamos.
Aprendemos muito, e acredito que conhecimento não se guarda, deve ser passado para a frente. Obrigado a todos que fizeram desse blog um orgulho para nós que aqui escrevemos!" Gustavo Santiago

"Há 4 anos atrás, blog era a mais famosa ferramenta de compartilhamento social, da época que se usavam 1400 caracteres e "curtir" era muito mais que um sinal de joinha. Ao longo da vida do MKTfocus, o compromisso com o bom conteúdo e a opinião sincera nunca se perderam. Em tempos de publipost, jabás e it-blogs, nós nos preocupamos apenas em dividir grandes achados da web, divulgar pesquisas fundamentais e analisar comportamentos do mercado que fizeram e ainda fazem diferença.
A tecnologia avançou e os temas que envolvem o mercado se multiplicaram, mas a vontade humana de escrever e compartilhar, ah essa é a mesma desde 2007. Afinal, sharing is caring." Fernando Dantas.




4/05/2011

Flashmob - Você é preocupado com o meio ambiente?



671 milhões de quilos de plástico são produzidos no mundo todo os anos
Existem 18 mil pedaços de plástico flutuando em cada km2 do oceano.
A cada ano, 400 milhões de garrafas e latas não são Recicladas somente em Quebec.

- E olha que 91% dos quebequenses estão preocupados com o meio ambiente. E você?


Um Flashmob com propósito organizado pela equipe da testé sur des humains da TVA Canadá.


via @TFMachado

3/23/2011

O que é um adolescente?


O mercado de moda e publicidade sempre foi apaixonado pela juventude e pela adolescência, aquela fase da vida onde nada faz muito sentido e talvez por isso, seja um celeiro de novidades e inspiração.

Já mostramos aqui pra vocês o vídeo We All Want to Be Young da Box1824 que aborda essa necessidade de sermos jovens para sempre. E pra dar continuidade a esse tema, Matt Wolf resolveu mostrar a invenção da adolescência eu seu nome filme Teenage: The Creation of Youth Culture, baseado no livro homônimo do escritor Jon Savage.

O filme que mistura a linguagem do cinema com a de documentários começa no início do século 20, passando pela lavagem cerebral dos jovens na época do nazismo e pelo famoso movimento punk iniciado em Londres.

Assistam o trailer do filme e entendam como os adolescentes foram responsáveis por moldar o mundo em que vivemos no século passado.

TEENAGE teaser from Teenage on Vimeo.

Imagem: Capa do livro Teenage de Jon Savage (reprodução.)

3/16/2011

Press Pause Play


A revolução digital da última década desencadeou a criatividade e o talento de pessoas de uma forma sem precedentes, gerando oportunidades, digamos assim, ilimitadas em relação ao grau criativo. Mas será que a democratização da cultura significa uma melhor cultura? Melhor arte, cinema, música e literatura?

Muitos acreditam que o verdadeiro talento, o responsável pelas grandes criações, se afogou em meio a tanta informação desse oceano digital da cultura de massa. A pergunta feita então é: Democracia cultural ou Oceano de Mediocridade?

Esse é o questionamento central da produção Press Pause Play. Um documentário repleto de entrevistas com uns dos maiores criadores influentes na era digital.

O filme foi rodado, globalmente, entre Agosto de 2009 e Janeiro de 2011, abrangendo mais de 150 horas de filmagem com criativos e pensadores internacionais, representando a Cultura Digital dos dias de hoje.

Assista ao trailer:


Para maiores informações sobre o projeto, acesse PressPausePlay.

3/11/2011

Tiago Moraes participa de painel no South by Southwest, no Texas


O South by Southwest (SXSW) é um festival que reúne apresentações e workshops nas áreas de música, cinema e mídias interativas, que acontece desde 1987, na cidade de Austin, capital do Texas. O brasileiro Tiago Moraes é um dos palestrantes do painel “Brasil Technology Summit” que acontece no dia 16/03, e dará um panorama sobre o cenário atual de tecnologia e novas mídias no Brasil. O festival acontece entre os dias 11 a 20 de março e é considerado um dos eventos do gênero mais importantes do mundo.

Tiago Moraes é um dos sócios da Kultur, um estúdio não convencional formado por um grupo de criativos que através da forte ligação com a arte, música, moda, cultura de rua e comportamento, realiza trabalhos comerciais e experimentais, desenvolvendo estratégias e ações com o objetivo comum de quebrar paradigmas e provocar impacto emocional. Entre os trabalhos realizados, a Kultur é idealizadora do projeto + Soma, que compreende um site, uma revista bimestral de distribuição gratuita de artes, além do Espaço Soma, espaço cultural conhecido por grandes exposições, shows e eventos.

O painel “Brasil Technology Summit” irá mostrar a cena atual dos novos meios de comunicação do Brasil, falando de cursos e oportunidades de investimentos na área. Além de Tiago Moraes, o painel conta com mais quatro brasileiros, Carla Albertuni, Emmanuel Zunz, Fernando Tassinari e Helder Araujo.

Para saber mais, acesse http://sxsw.com/home e confira a programação completa do festival.

2/24/2011

Não seja mais um "arroz de festa" nos eventos


Hoje li um post do Bob Wollheim que coloca a suas considerações sobre o Launch, evento que está rolando em São Francisco nos EUA.
Ele compara algumas características dos eventos que rolam no Brasil com o Launch, entre eles: como o conteúdo é apresentado, as apresentações em si (mensagens, recados), as oportunidades que aparecem após cada apresentação (investimentos), a qualidade das bancas (jurados) que estão presentes, e claro: o propósito de estar ali, presente corpo e alma no evento.

Parece que aqui no Brasil é sempre a mesma coisa, você vai em um evento com grandes expectativas, mas sempre acaba ouvindo algo como: aprender a criar um blog, usar hashtag x ou y, linkar conteúdo no Facebook ou entender o que é Rede descentralizada com gente arrogante. Qualquer profissional de mídia (seja digital ou não) deve saber ao menos quais são as ferramentas que esse setor proporciona.

Me desculpem pelo tom crítico, mas já perdi horas da minha vida em palestras, seminários e workshops que nada me acrescentaram além de bons contatos e pouco conteúdo relevante. Eventos como esses são voltados para estudantes, gente que está iniciando a carreira e aprendendo a lidar com o mundo digital.

Fica a dica: não me convidem para esse tipo de evento, a não ser que o seu tenha realmente um PROPÓSITO de verdade, algo inovador, projetos ou idéias que possam mudar o mundo e somar com outras pessoas, gerando a criação de valores humanos e claro: novos negócios.

Conversei sobre isso alguns dias atrás com o Diego Remus e expus a minha opinião: participar de todos os eventos no Brasil sem um propósito, um conteúdo relevante, pode te deixar tachado como "arroz de festa" por ser sempre repetitivo, na mesmice, sem nada além de mais seguidores no twitter e mais gente te pedindo pra te adicionar no Facebook. Diego esteve presente no SMW, com Mayra França e Renata Lemos, falando sobre humanismo e redes sociais. Eis que nesse debate houve um propósito, uma provocação, um bate-papo entre as pessoas, e aposto que muitos saíram dali pensando "devo produzir mais conteúdo na minha vida do que nas redes sociais". Bem melhor do que sair pensando "uau! vou fazer um blog!" Sem propósito?

Deixo aqui a minha crítica para muitas atividades que rolam em diversos eventos pelo Brasil. Muitos tem tom de festa de criança, onde o povo vai para brincar, comer e twittar. Gente! Vamos acordar! O Brasil está em alta, essa é a oportunidade para traçarmos verdadeiras estratégias e parcerias com outros países, não podemos deixar de aproveitá-la para crescermos juntos, com propósitos reais, idéias inovadoras e utilizando do tempo das pessoas (que é muito precioso) para fazermos acontecer nos eventos das terras Tupiniquins. Então vamos dar mais valor nisso, senhores palestrantes convidados.

Não seja um arroz de festa!