7/27/2009


Tá bom! Até eu já cansei de postar sobre lojas e afins, mas nas últimas duas semanas estou fazendo muita pesquisa nessa área para um projeto do trabalho, então paciência.

Dessa vez a loja é virtual e não por isso é menos interessante. O site BoBags teve a boa idéia que eu só tinha visto em Sex and the City e que vai fazer minha mãe (haha)e muitas outras amigas pirarem: alugar bolsas de marcas do pret-a-porter!

É bem simples, o site funciona assim : você escolhe a bolsa e o período que quer alugar (um fim de semana, uma semana, um mês) e clica em “alugar agora". Você recebe a bolsa, usa e depois devolve. NEM A BLOCKBUSTER É TÃO SIMPLES; Antes de enjoar e sem promover um rombo na conta, você já trocou de bolsa !! Os preços são bem acessíveis, é possível usar uma nervosa Lady Dior apenas R$30 !!

As bolsas são entregue com prazo de até 24 horas. Caso você se apaixone de vez, pode entrar em contato para ver a possibilidade de compra. É ótimo para quem quer testar uma bolsa antes de comprar.

O QUE AGREGA NA MINHA VIDA?? Sem dúvida, uma pesquisa com as clientes dessa loja valeriam ouro para o chamado Masstige ( Pretígio da Massa).

Ficou a dica..e Chega de lojas !

Serviço: www.bobags.com.br

Compra-se e Vende-se Roupas

De fato, uma loja com um conceito bem diferente do que já vimos em sampa. Foi o que fui visitar hoje, um dia antes da inauguração para um projeto da agência.
A Supercool Market é um projeto de brechó+fast fashion+novos talentos com uma cara bem moderna e tem tudo pra funcionar bem com o público. Na loja, é possível vender aquilo que a gente não quer mais, comprar outras coisas, conhecer marcas novas e ainda sempre saber qual peça de roupa é must have do momento. Como???

A cada estação, a loja promete lançar uma coleção própria, composta apenas por UM ITEM, o hit da estação em questão e, além disso, disponibilizar um espaço exclusivo para a venda de peças de novos talentos da moda brasileira. O que sempre é legal para ter e ver coisas realmente novas.

A peça escolhida para esta estação, foi a blusa xadrez! Super tendência pra começar, foi lançada tanto no modelo masculino quanto feminino.



E o melhor…o preço sempre é bacana, pois a loja diz ser adepta ao consumo responsável e consciente: “pagar menos, estar sempre na moda e evitar o desperdício, aumentando a vida útil de cada peça” - me disse Carla.

A loja pertence às amigas Daniela Klaiman, Carla Lamarca e a ex-mktmix (yihaa)Samantha Barbieri, que me disse que aceitam roupas que tenham pelo menos um apelo fashion para serem vendidas (aquele moleton da Blue Steel não vale...)e que depois disso você pode trocar por crédito na loja ou dinheiro Vivo !

A Super Cool Market fica em São Paulo, na Vila Madalena e vai inaugurar dia 28/07, amanhã!

Para mais informações e o serviço completo, segue flyer da loja para todos.



Obs. Vou voltar lá com mais tempo e também como cliente, porque pelo pouco que vi, vale mesmo a pena a loja. Feliz aquele que está todo dia na Vila Mada (hunf).

7/25/2009

FAZENDO A LINHA RETRÔ !

Falamos tanto de tendências em diversos segmentos aqui no blog, que acabamos focando muito nossas expectativas no que está por vir pela frente na comunicação. Mas não podemos esquecer que ela evoluiu, especialmente nos anúncios publicitários que hoje comparados aos de 40 anos atrás, já são bem diferentes do que as pessoas imaginavam que fossem naquela época, em questões estratégicas, conteúdos das mensagens, influencias culturais, inovações, moda e informação. Vale lembrar um pouco dos anúncios marcantes do passado, nem que seja para rir um pouco.

O que restou da Prosdócimo hoje, foi só a assistência técnica.


Sim! A PROBEL Fez isso, emplacou esse anúncio de um colchão jogado no mato!


Não precisamos nem comentar a felicidade da garota ao tomar o leite Molico, quem é feliz hoje bebendo leite?


Fala sério! Essa mulher era feliz e não sabia, fumando nos dias de hoje que ela não emplacaria em muitos anúncios por aí, seria uma mera promoter da SouzaCruz.


Afinal, qual é o melhor design de escova de dente atual? É sempre a mesma inovação?


Quem domina esse poder da Wolks hoje, é o Gol.


Essa é a mais inusitada! Sorte dela, pois naquela época não aparecia uma segunda mulher em um surto psicótico de susto para falar que o Vanish tem poder O² !


Todas essas imagens foram scaneadas das publicações da Ed. Abril, em meados dos anos 70.


7/24/2009

CASA DE QUEM???


Em uma das minhas pesquisas externas me deparei com um lugar bem excêntrico a poucos metros da minha casa. Já tinha visto algumas informações sobre o lugar, mas fui pessoalmente descobrir DE QUEM É A CASA ! e principalmente o que rola lá dentro.

Com um pouco mais de um ano de vida na região must-go do momento, a Baixa Augusta, a CASA DE QUEM! (assim com exclamação mesmo) é reduto de uma nova geração de marcas, estilistas e designers de moda e arte do underground de SP. Um presente pra quem tá procurando novos insights pro mercado.

Entre os destaques do espaço estão as marcas que desfilam na Casa dos Criadores Der Metropol e a No hay banda e algumas outras que já conhecia como Fine Mess, Vish, Paratodos e tantas outras com nomes que parecem brincadeira, mas com peças bem legais. Quem procura uma camiseta diferente, uma decór exótica pro apê ou um presente de destaque, vai com certeza achar aqui.

O clima é bem relax, tipo, casa de amigo mesmo, com um pouco de under e muita boemia, pré-requisito para o bairro. Além de loja, o espaço funciona como ateliê dos estilistas, realiza exposição de jovens artistas, e alguns cursos vez ou outra.

Para os fissurados por preços, tudo lá varia muito de itens de $10 a $700 e as camisetas valem a visita com certeza. E a partir de amanhã vai rolar um bazar com descontos do tipo "de graça". Corre !


Serviço:
CASA DE QUEM!
ONDE: r. Peixoto Gomide, 192, Bela Vista.
QUANDO: De segunda a sábado, das 10h às 20h
Aceita Visa e Mastercard.

7/17/2009

DE ONDE VEM ISSO TUDO ???

É com muito prazer que apresento o projeto Cosmopolitan Tribalism.

Entendam um pouco como funciona o observatório de sinais...

ATUALIZAÇÃO: Todos os sinais que aparecem nesse vídeo são as tendências de comportamento que inspiraram os produtos e projetos que apareceram no final.

Cosmopolitan Tribalism from box1824 on Vimeo.

“Não tive tempo de escrever uma carta curta, por isso escrevi uma longa no lugar.”


Mark Twain

7/14/2009

BRASIL ADENTRO !


Dentre as oportunidades que aparecem no desenvolvimento da economia verde e amarela e as influências do mercado externo no país, só no ano passado foram aproveitadas pelas maiores empresas que fizeram também avançar a maquina da economia Brasileira, antes mesmo de meados de setembro, quando a crise começou a surtar efeitos, o país estava em constante crescimento e boa parte do resultado de produção, venda, imagem e lucro para o mercado externo foi graças ao Agronegócio. Responsável por oferecer a outros países produtos e serviços além de liderar a exportação em suprimentos, em base carne, frango, café e outros para emergentes como a China. A produção de 2008 foi responsável por 25% do PIB Brasileiro, o que é uma tendência forte para quem pensa que nosso trabalho no interior do país é pouco. Temos que dar mais atenção a muitas empresas, trabalhadores e infra-estrutura de muitas cidades do interior que muitas vezes, por não ter todos os pontos negativos que grandes metrópoles possuem, essas cidades fazem do IPC (Índices de preços do consumidor) altíssimo, o que é perfeito para ter uma qualidade de vida bem superior comparada a grandes áreas urbanas do país. Todos nós estamos carecas de saber que precisamos de mais investimentos em infra-estrutura, redução de impostos, maior fiscalização, mais trabalho e outros pontos chave que são de praxe para o país funcionar perfeitamente de acordo com as variações e necessidades da economia externa. Quase uma revolução, mas dentre essas considerações, voltamos nossos olhos para cidades em potencial, que daqui a alguns anos, seguem a tendência do surgimento de novas demandas. Cidades que estão em ascensão no consumo de produtos com alto valor agregado, com um alto potencial de consumo. Um bom exemplo é da cidade de Araraquara, onde os araraquarenses gastam acima da média nacional, segundo a Target Marketing, empresa especializada em pesquisa de mercado, ao concluir os cálculos do IPC-Target do Brasil em Foco 2009. Visando esses novos mercados em diversas regiões do país, em um futuro não muito distante, as oportunidades vem aparecendo em qualquer lugar.

No interior do Brasil produzimos milhares de suprimentos para o mundo, e muitas vezes, pessoas das metrópoles não sabem o que é a vida na Fazenda e no campo rural. Assim surge um assunto tratado por Jan Britto, “Turismo Rural pode ser opção em tempos de crise”, onde ela aborda também o uso do Second Life, onde turismo é voltado ao espaço rural. O que é definitivamente interessante, pois cruza a cultura de diversas regiões de cidades existentes no Brasil, assim como cidades peça chave de muitas cruzadas históricas por todo o território que fizeram marcos no avanço da economia. Vamos torcer para que os investimentos do nosso país continuem e que sejam tomadas as decisões certas, para que a nossa máquina econômica contemplada de tantas terras, tome bons rumos no ramo do Agronegócio!

Imagens: Acervo Web

7/13/2009

Inteligência de Mercado

Todos os bons e conceituados profissionais de marketing que lidam com grandes marcas e ampla evolução de um mercado competitivo trabalham com diferentes métodos e estratégias que fazem a diferença na hora de posicionar uma empresa entre os meios de comunicação, seja B2B ou B2C. O que acontece é que além de você ter que trabalhar a finco em diversas áreas diferentes que o marketing abrange, também se deve estar atento as mudanças contínuas da economia e dos consumidores que afetam, de alguma maneira, a sua vantagem competitiva e o acerto ao target principal da organização. Quem trabalha com inteligência de mercado sabe onde procurar informações e em quais fontes lhe dão acesso a uma janela que mostra a evolução constante dos índices de consumo, as empresas que estão inovando no mercado, os produtos que começam a ser mais consumidos devido milhares de novas tecnologias e serviços que revolucionam a qualidade de vida, fora às influencias culturais proporcionadas pelo avanço rápido da globalização e informação. Com tudo isso vem os apelos econômicos unidos pelos blocos existentes pelo mundo que fortalecem “linhas de mercado” que se estendem pelo globo satisfazendo de alguma forma, o consumidor final em algum país totalmente diferente do nosso. Agora como nós paramos para cruzar todos esses dados que parecem ser insignificativos para quem vai trabalhar em uma micro-região? A resposta é simples: Lidar com as tendências ! Bons exemplos nós podemos ver hoje com qualquer empresa que antes, nem aparecia em índices ou anuários como o Melhores e Maiores da Exame (editora Abril). Até mesmo pedir uma explicação para os consumidores viciados em fumo que fizeram da Souza Cruz a 2ª maior empresa no ranking de Agronegócios da região sudeste do país. Leis de incentivo anti-fumo, barragem em diversos meios de comunicação e publicidade, não fizeram com que uma empresa de tabacos perdesse mercado frente a diversos outros produtos que as empresas de agronegócio podem oferecer também, ainda mais em um mercado emergente como o nosso e com indicadores do IPC que mostram o fumo, como um dos menos consumidos! Bom, frente a tudo isso, as empresas devem estar a frente de posicionar a marca e não deixar uma nova onda vinda das variáveis de mercado prejudicar o seu planejamento. É como dar um doce para uma criança, mas ela tem que estar com fome, te conhecer, confiar em você e gostar de doce, assim você descobre quando e onde ela quer o doce e pronto, cruza os dados sejam eles quantitativos ou qualitativos e vende o seu produto, marca, nome, idéia ou serviço. Isso é inteligência de mercado, é pesquisar o mundo, enxergar tendências, saber onde investir, fabricar, trabalhar, transportar, comunicar, oferecer e vender. Só que a melhor parte de todo esse processo para qualquer empresa, é ver o bom resultado do ROI e a criação das novas oportunidades perante muitas forças competitivas do mercado. Agora resta saber, quem é mais inteligente, o fabricante ou o consumidor.

7/11/2009

TREND TO WATCH


As tendências e inovações sempre estiveram presentes na minha vida acadêmica, na vida pessoal como hobby e a partir de agora na vida profissional também.

Fui contratado por uma das mais conceituadas empresas de pesquisa de tendências do mundo para trabalhar na filial de São Paulo diretamente com o segmento do público jovem, indo das mais bizarras gadgets, passando pelo mercado de moda e até novos serviços para esse público que gosta de fazer compras e não abre mão de qualidade, diferenciação e claro, ousadia.

Pra dar o start nesse novo caminho, duas propostas das famosas Vending Machines (tudo a ver com o post de baixo..hehe) surgiram no mundo, mas especificamente na Europa e agora estão sendo estudadas por duas empresas brasileiras pra avaliar a viabilidade local.

A primeira dela é para as meninas que decidiram ir para a balada com aquele sapato novo de salto gigantesco mas depois de algumas horas acabaram com bolhas, pés cançados e não querem ir embora de jeito de nenhum. Pois duas marcas inglesas tiveram uma solução ótima: vender sapatilhas (quase) descartáveis nas baladas.



Tanto a Rollasole quanto a Afterhills instalaram suas vending machines, identicas àquelas que vendem sodas e snacks, em diversas baladas do Reino Unido. Por enquanto, a Roll tem opções de sapatilhas prateadas, douradas e pretas, mas em breve lançará uma maior cartela de cores. A Afterhills oferece sua versão “pretinho básico” feita em material totalmente reciclável.

Quer saber o melhor? Elas custam pouco (entre 5 e 7 libras), aqui no Brasil devem surgir a bagatela de 30 reais e são embaladas em sacolas próprias para você carregar para qualquer festa e depois poder carregar os sapatos que tirou, claro.


A empresa que está bancando esse estudo é uma balada(claro), e não dá pra dizer o nome assim no vento, mas um bicho grande e colorido é o símbolo da marca, fica a dica.

O estudo está avaliando se as brasileiras também sentem essa necessidade de trocar de sapatos no meio da noite e se a sapatilha realmente seria a melhor pedida. Uma certa rasteirinha, também seria bem conveniente né.

Outra proposta que chegou ao nosso Lab é a vending machine de Pizza !!! Por mais bizarro que a idéia tenha chegado a sua cabeça, ela é bem viável.

Por algo em torno de 3.30 libras, a mini-pizza em 5 sabores diferentes pode ser comprada. Quente, crocante e nada parecido do os hot pockets da vida. Uma empresa italiana chamada Wonderpizza está vendendo agora a tecnologia para empresas do mundo todo que se interessarem. No Brasil, uma famosa rede de fast food italiano está avaliando se seria viável colocar sua linha de snacks inteira nessas máquinas tanto em estações de metrô, shoppings e em centros comercais.



Em menos de 2 minutos a pizza fica pronta, agora é esperar se a galera tupiniquim aceita essa pizza a jato em plena avenida Paulista.

Se interessou? Em breve mais informações aqui nesse blog mesmo, hehe.