5/30/2007

O Poder de um Nome



Não, isso não é uma queima de estoque de uma loja do Bom Retiro !!

Kate Moss parou a Inglaterra no começo do mês de Maio com a lançmento de uma linha de roupas assinadas com o seu nome para a magazine inglesa TopShop, vendida nas 225 lojas da rede. Em Londres na abertura da loja da Oxford, mas de 1000 pessoas esperaram por horas na entrada da loja para ter o direito a provar apenas oito peças em no máximo 20 minutos cada um e comprar apenas cinco delas, com controle extremo nos provadores e caixas.
Mas nem isso impediu que logo após o lançamento, as peças da coleção já estivessem à venda no site de leilões online eBay por milhares de dólares. A parte reservada para venda online no site oficial da TopShop esgotou em poucas horas também.

Alguns dias depois, a coleção chegou à loja Barney´s em NY, nos EUA e adivinhem ? Não houve muita diferença, as peças se esgotaram em menos de uma semana. modelo recebeu 3 milhões de libras pelo projeto e o licenciamento de seu nome, que agora é mais nova marca do mercado de moda, o que equivale à 12 milhões de reais.

Isso serve para mostrar, o quanto um nome, uma personalidade ou um ícone pode interferir na percepção de uma marca, atrair novos clientes ou até chamar atenção de todo um novo segmento. A marca TopShop nunca foi considerada uma marca de vestuário ligada diretamente ao mundo da moda, estando atrás de marcas como Zara,French Connection, Monsoon, Max Mara e H&M, que recentemento se utilizou dos mesmos artificios, contratando personalidades como Madonna,Karl Lagarfeld e Demi Moore para desenhar coleções limitadas para a suas lojas.

Além de ter um nome forte para se tornar uma marca, Kate Moss é também reconhecida com Líder de Opinião e Ditadora de Tendência(trendy setter) no mundinho da moda, o que além de atrair inúmeros compradores fashionistas, busca consumidores que seguem o estilo de ícones e passam a relacionar todo estilo, glamour e poder da "marca" Kate Moss a marca TopShop, que passa a ter um novo posicionamento na cabeça dos consumidores, reconstruindo e manejando sua personalidade de marca, agora alçada pela super model dos anos 90, Kate Moss.

(Será que alguém lembra que ela foi flagrada nos bastidores de um desfile cheirando carreiras e carreiras de cocaína ? Claro que não !! Os Relações Públicas da supermodelo e da loja TopShop agradecem a memória curta dos fashionistas !!)

O que foi que eu comi no almoço mesmo ?!! (risos)

5/28/2007

Pizza Com Guaraná ou Vinho



Quem disse que comer bem, hoje não é uma das necessidades primordiais do ser humano? Mais eu digo comer muito bem, não aquilo que Já é habito e já faz parte da cultura da população Brasileira, principalmente em grandes cidades, onde o tempo para aqueles que optaram pela vida agitada é escasso, e para essas pessoas sofridas, num sábado ou Domingo uma Pizza Com Refrigerante é tudo! Mas não estamos fazendo apologia á Fornalhas da cidade, mesmo porque Macarronada, lasanha, filé a parmeggiana, nhoque e outros pratos da culinária italiana também são comuns na mesa de domingo. Eu digo encher a boca d'água daqueles que possuem um estômago Ítalo Brasileiro. Massa, molho e carne é o começo de uma imensa variedade de pratos que realizam a necessidade primordial de qualquer apreciador desta cozinha, que além da comida, receber uma excelente hospitalidade, sentir o requinte Italiano, sentir-se bem em um restaurante de luxo, é o que faz valer aquilo que paga. Pagar mais de R$130,00 por 350gramas de comida não é para qualquer um. Por isso que hoje um chef de cozinha em um restaurante de médio nível, recebe em torno de R$2.300,00 inicialmente; Já nos restaurantes refinados, principalmente os melhores e mais caros de São Paulo, eles chegam a ganhar em torno de 8, 10, 13mil reais ao mês, salário quase que de deputado, mais eles náo fazem só PIZZA!

Isso é trabalhar de segunda a segunda, uma excelente carga profissional, pois aqueles clientes que comem bem, não escolhem seus sábados e domingos para apreciar um prato digno, que vai saciar o seu dia e lhe deixar satisfeito apenas naquele restaurante, pessoas da socialite não fazem esses programas nos finais de semana. E para esses clientes exclusivos, é proporcionado o melhor serviço, antes, durante e pós refeição.
Existem restaurantes que prestam serviços personalizados e totalmente diferenciados, durante a espera na fila aguardando um lugar para comer, os garçons já servem aperitivos, Chamdon, tacinhas de vinho a lá carte, o ecoar do som do pianista para fora do recinto, tudo para manter o cliente na fila e realizar sua satisfação garantida centavo a centavo gasto para com o Restaurante.
O Fasano, é um bom exemplo; restaurante mais premiado de São Paulo, é um marco referencial de qualidade na gastronomia da cidade. Há mais de uma década cercada de elogios, o restaurante é guiado por Rogério Fasano, responsável de manter a inconfundível personalidade da marca e buscar a excelência no padrão de sua cozinha inspirada nos sabores de várias regiões da Itália.
Já o Famiglia Mansini mantém a tradição levando em cada recinto um ambiente diferente, sofisticado e bem aconchegante para aqueles que querem um jantar a dois, em família, sozinho ou ir com os amigos no Jeremias’s Bar. Levando em conta a sua pizzaria que serve não apenas vinhos italianos, mas também os melhores franceses e portugueses de sua adega.
E outros como Trebbiano, La Bettola, Vecchio Torino, La Tambouille, que continuam sempre inovando para o proporcionar o serviço exclusivo e diferenciado aos clientes, mantendo a tradição e suprindo a necessidade primordial do ser humano. Depois dessa, é bom repensar sobre os conceitos quando estiver gastando aquele precioso paladar, comendo pizza com guaraná em casa.


5/26/2007

Kopenhagen: um case de sucesso




São poucas empresas que chegam aos 80 anos esbanjando sucesso. Prestes a completar oito décadas de história, a Kopenhagen está neste seleto grupo de marcas que sobreviveram a décadas de transformações econômicas e do comportamento do consumidor. O vigor apresentado hoje, porém, somente foi possível porque a empresa se orientou pelos faróis do marketing.

Fundada em 1928 pelo casal de imigrantes Anna e David Kopenhagen, a Chocolates Kopenhagen conquistou os primeiros admiradores com um confeito cuja receita era de origem lituâna, a marzipã. A pequena fábrica localizada no bairro do Itaim Bibi, em São Paulo, logo passou a produzir chocolates finos, bombons, balas, biscoitos, além de ovos de Páscoa e panetones. Hoje, a linha de produtos ultrapassa os 300 ítens.

Até os anos 1980 e 1990, a marca ia muito bem, obrigado. Os novos concorrentes, a volátil economia brasileira e a falta de investimento na empresa deram sinais de enfraquecimento da marca e seus produtos não vendiam mais como em outros anos. Em 1996, a história muda. O empresário Celso Moraes compra a companhia que desde então já cresceu 280%. O que foi feito? Lançamento de novos produtos, ampliação do foco de atuação buscando novos públicos e forte investimento em comunicação para rejuvenescer a marca. Chocolate a preço de ouro ou ouro a preço de chocolate ?

Matéria completa de Bruno Mello: www.mundodomarketing.com.br/2006/ver_cases.asp?cod=1140

O Mercado Virtual



E quando se acha que o Brasil está lá pra baixo em coisas boas, de descobre que o Brasil atingiu 22.1 milhões de internautas domésticos em janeior, aumento de 10.7% em relação ao mesmo mês de 2006. O número de internautas ativos bateu os 14 milhões, ficando 2.7% menor que dezembro de 2006. Mas em relação a janeiro de 2006, o crescimento chegou a 17%.
O Brasil lidera o ranking de tempo médio de navegação doméstica por internauta, com a singela quantia de 21h20min !! Os países que mais chegaram perto desse valor, entre os 10 medidos com a mesma metodologia são: a França (20h55min), os Estados Unidos (19h30min) e a Alemanha (18h56min).
Esse sucesso fez crescer um setor de serviços no Brasil na faixa de 40% em 2006, o setor de Banda Larga, atingindo 5.75 milhões de conexões. No ano de 2007, o número de conexões banda larga deve crescer em torno dos 30%, segundo estimativas de Mauro Peres, diretor de pesquisas da IDC consultoria.
Ainda falando do setor de WEB no Brasil, uma pesquisa feita pelo "Altas Brasileiro de Telecomunicações", indica que um crescimento de 660%, sim eu disse 660%, no acesso a banda larga no Brasil em apenas 3 anos. De 231 cidades brasileiras que hoje contam com acesso rápido a Internet registradas em 2003, hoje somam a quantia de 2.1 mil cidades !
Mas isso ainda é pouco, em entrevista sobre o assunto, o secretário de Logística e Tecnologia da Informação do Ministério do Planejamento, Rogério Santanna, a construção de um plano nacional de banda larga é fundamental para um país como o Brasil de grande extensão e apenas 6.7% dos domicílios em acesso à banda larga. Lembrando que na América do Norte e Europa Ocidental esse índice é de 25% e 27% respectivamente. (momento oportuno pra lembra da privatização do setor de Telecomunicações ou momento certo pra agilizar parcerias comerciais entre Governo e Mercado ??)
Essas informações são muito importantes para o setor comercial brasileiro, já que a Internet está se tornando cada vez mais o caminho mais promissor da Propaganda e do Marketing Direto. Grandes empresas já alocaram parte do seu orçamento publicitário para essa mídia, além do crescimentos de empresas que vendem seus produtos via web e o surgimento de cybermediadores de compra, como Buscapé e Bondfaro que aceleram o processo de compra e auxiliam a ponto entre as lojas virtuais e os consumidores !!

Será que as pessoas estão passando mais tempos na frente de um PC do que na frente de uma TV ? bom, pelo menos eu esqueci o é televisão a muito tempo e vocês ?

Informações retiradas do Estadão, Carta Capital e Jornal Valor.

5/25/2007

Nada de canja de galinha
Pacientes são tratados com pompas e regalias em alguns hospitais de luxo, artigo do meu amigo Marcelo Besson.



Mas não é de hoje que o conceito de hotelaria vem sendo incorporado na área hospitalar. Há alguns anos, nos "hospitais cinco estrelas" o paciente é tratado como rei. No Sírio-Libanês, por exemplo, a suíte de luxo tem sala, varanda e é equipada com cama elétrica, geladeira, televisão, banheiro privativo, som ambiente, três aparelhos de telefone, ar condicionado e dois cofres. O preço que se paga por tantas regalias? Em torno de R$ 900,00 por dia.

Logo pela manhã, as copeiras passam de quarto em quarto apresentando o cardápio do dia, que traz sempre cinco opções. Se o paciente não gostar de nenhuma, pode fazer sua própria sugestão. As histórias são curiosas: "Certa vez, uma mãe pediu para que fizéssemos um bolo de chocolate para o filho. Mas o menino não podia comer chocolate. A equipe se empenhou em pesquisar ingredientes e conseguiu fazer um bolo com cor, cheiro e aparência de chocolate, sem acrescentar um pedacinho do dito cujo; o menino comeu e se fartou", conta entusiasmada Marcia Caselato. Em hospitais renomados, as equipes garantem que entre vips e anônimos, ambos recebem a mesma atenção.


Na ponta do lápis:
Hospital Oswaldo Cruz: conta com 126 funcionários na parte de gastronomia e produz 87 mil refeições por mês. Seis nutricionistas e cinco técnicas em gastronomia garantem a boa comida e a segurança alimentar dos pacientes.


Hospital Albert Einstein: prepara 2.500 refeições por dia para quinhentos pacientes. Ao todo, quatro mil funcionários também usufruem da cozinha do hospital.


Hospital Edmundo Vasconcelos: com 220 leitos, o hospital serve de cinco a seis refeições por dia para cada um dos pacientes, totalizando cerca de 1.500 pratos de comida. Dez nutricionistas e 112 funcionários põem a mão na massa.


Hospital Sírio-Libanês: Dezessete nutricionistas clínicas visitam os 277 leitos do hospital. Junto com elas, outros 164 funcionários, entre cozinheiros e copeiras, preparam 28 mil refeições por mês só para os pacientes.


Do cuidado na escolha dos alimentos à apresentação dos pratos, as refeições dos pacientes do hospital Edmundo Vasconcelos também são cuidadosamente planejadas por um grupo de dez nutricionistas. A supervisora de produção Eloísa Pacheco de Almeida é quem comanda esse time. A louça decorada em porcelana alemã ajuda a tornar o momento da refeição um momento especial, de abstração dos problemas. Para a pediatria, a hora do lanche é a hora mais feliz. Copos, canudos e guardanapos temáticos e uma bandeja com o fundo carimbado com um desenho para ser colorido fazem a festa dos pequenos.

Mas o grande desafio, segundo Eloísa, é desenvolver cardápios saborosos para dietas restritivas. "Entre portadores de doenças do coração, por exemplo, faz sucesso o salmão ao molho de maracujá e lascas de castanhas, acompanhado de brócolis e tomate recheado com ricota", conta a nutricionista. A ordem é respeitar as condições religiosas, regionais ou étnicas de cada paciente. Até um prato feito com rã, Eloísa teve que providenciar para satisfazer o desejo de um garoto vindo da região norte do Brasil. "Conseguimos comprar a carne de rã e a mãe do menino ajudou a preparar a receita do jeitinho que o filho gostava".

Termômetro da saúde
"Está comendo direitinho?" Muita gente já ouviu essa pergunta da avó ou da mãe quando estava se recuperando de alguma enfermidade, mesmo que fosse um pequeno resfriado. "A alimentação é, na verdade, o termômetro mais simples da saúde. Em um hospital, a refeição é um dos momentos (ou talvez o único) em que a pessoa tem a possibilidade de sentir prazer", explica Nancy Miyahira, gerente de nutrição e dietética do Hospital Alemão Oswaldo Cruz (HAOC). Seus 23 anos de experiência nessa "ala" do hospital lhe garantem propriedade suficiente para coordenar uma equipe de 126 funcionários que trabalha pesado para preparar 2.900 refeições por dia.

Curiosa e dedicada, Nancy conseguiu criar ao longo desse tempo, um cadastro com mais de três mil receitas, testadas e aprovadas por nutricionistas e pacientes. Nessa lista, ela já teve que incluir os mais diferentes pedidos como, por exemplo, um combinado de sushi e sashimi que chegou caprichado no quarto de um paciente aficionado de comida oriental. "O conceito de gastronomia hospitalar ainda não está completamente definido no Brasil. Nosso intuito é mostrar que mais importante do que servir receitas sofisticadas é expressar no prato de comida, o carinho e a preocupação do hospital com os pacientes. Isso pode ser feito com ingredientes simples e uma boa apresentação", afirma Nancy.

Quanto custa tudo isso?
Essa é a pergunta que o leitor provavelmente fará depois de ter lido todas essas informações. De fato, quem usufrui desses centros de excelência em medicina precisa desembolsar muito dinheiro. Na maioria dos hospitais, mais de 50% dos atendimentos partem de convênios com planos de saúde superiores (aqueles plus, master, mega....); o restante vem de atendimentos particulares; de gente que consegue pagar de R$ 500,00 a R$ 1.400,00 por uma diária num quarto de luxo.

Os serviços diferenciados oferecidos pela cozinha desses hospitais não têm custo adicional. Ou seja, na hora de pagar a conta o paciente não paga a mais por ter comido salmão ao invés de frango. Mesmo assim, você não vai querer ficar doente, vai?

Fê Dantas.

Café Refinado




Neste período de frio intenso, nem cogitamos a idéia de parar em um bar com os amigos, tomar uma cerveja e conversar por horas. Não! Passamos então pelos nossos melhores Cafés da cidade, claro, nada melhor que uma xícara de expresso para nos aguçar a contemplar estas temperaturas baixas com quem a gente gosta. A cultura dessa bebida já vem sendo apreciada pelos nossos antepassados, a muito tempo na história do Brasil e no mundo.
Hoje a bebida é mais do que especial, o consumidor exige a qualidade para a sua satisfação, tomando não apenas um líquido quente e amargo, mas sim, diferente daquele que tomamos de manhã ao acordar. Por isso Hoje, existe uma imensa diversidade de café, modos de cultivação, de preparo e na maneira de degustação.
A criatividade nos leva a apreciar bebidas magníficas, mas desta vez, já passaram dos limites. Uma xícara de café por um preço equivalente a R$300,00! isso mesmo, imagine você, Em Londres, precisamente em Camdem Town, em umas dos melhores cafés da cidade, quando o lhe vem em mente gastar seu dinheiro em um dos cafés mais saborosos do mundo, o "Kopi Luwak" (grão do coco de gato), isso mesmo, o tais grãos do café são extraídos e higienizados depois da separação nas fezes do animal. O Tal gato da Indonésia, tem um olfato tão especial, que antes de ingerir os grãos, escolhe os melhores e mais saborosos, por isso o Café Kopi Luak é um dos mais saborosos, mais raros e mais caros do mundo também. 1kg dos grãos do Gloriado Café de merda de gato custa em torno de R$2.000,00, mesmo porque é produzido anualmente uma quantidade muito pequena desse fabuloso café. Aprecie!

5/20/2007

Propaganda e a Elite



Depois da nova Lei da "cidade limpa", as empresas ficaram com suas ferramentas comerciais reduzidas para a atração de seus prospects, ou seja, agora não contam mais com suas gigantescas placas na frente de seus estabelecimentos.
Não subestimamos a atitude do governo perante a essa nova lei, pois querendo ou não, a propaganda exalta a cabeça do consumidor com muitas informações ao mesmo tempo e a sociedade não é obrigada e conviver com essa explosão de resultados da criatividade humana. Porém, é uma lei e deve ser cumprida, os subordinados são obrigados a manter esse conceito, só a ELITE do país pode quebrar as regras do governo, paradigmas da sociedade e como sempre ter o poder sobre a economia do país. É o caso do Gigantesco Relógio do Itaú no conjunto nacional, ele continua lá, a influência na cultura da sociedade, começa em alguns fatores, que passam despercebidos pela grande massa da população. Alguém já ouviu, leu ou assistiu alguma reportagem denigrindo a imagem dos bancos influentes do Brasil? Não.
Agora é a hora de agir com criatividade e estratégia, aqueles que não são da Elite, aqueles que tem que trabalhar e produzir em pró dos interesses do governo e da ELITE.
Uma boa estratégia agora, é mudar a estrutura, a decoração e a arquitetura do estabelecimento comercial ou até mesmo da própria sede industrial, da fábrica, das filiais. Chamar a atenção do consumidor. Manter o status da marca é essencial, e fazer com que sua marca tenha visibilidade no mercado, se torne nome de alto status e conquiste novos nichos, é a tendência.

5/15/2007

Querer é poder!

O ser humano tem a capacidade de querer, porem ele deve saber se pode querer aquilo que ele deseja, deve avaliar a probabilidade das chances para chegar aos seus objetivos, se não pode, não queira. É o que a Alpargatas fez, dia 28 de junho Irá inaugurar seu primeiro escritório da Havaianas nos Estados Unidos, e apostou forte no seu novo mercado de atuação, depois de vender um par de chinelos de borracha, equivalente a R$1.400 na França. Pretende agora realçar a visibilidade do publico americano, apostando na atriz Cameron Diaz, para com sua campanha Publicitária no País; Se o contrato com ela for fechado, os comerciais e outras ferramentas publicitárias serão gravados no Brasil. Isso porquê á um tempo atrás,a Alpargatas vinha passando por mares agitados, mesmo com suas marcas como *Mizuno, rainha, Topper, Timberland e as sandálias Havaianas, o mercado como sempre estava apertando para a empresa. Foi Quando o antigo presidente, Fernando Tigre, decidiu passar a diante o Caso da Havaianas, à conquistar novos nichos de mercado pelo mundo; Marcio Utsch, agora presidente da Alpargatas desejou isso no início do seu sucesso, na reestruturação da empresa, ele sabia que podia, avaliou todas as probabilidades do mercado e das chances que tinha para chegar onde estão hoje, a alpargatas teve a capacidade de querer.

5/05/2007

Foco Para a Produtividade!

Hoje O Mercado vem evoluindo explosivamente, é a chance dos profissionais "Altos", aqueles qualificados e com conhecimento, se destacarem e executar um bom trabalho nas empresas, que, passam umas por cima das outras com sua criatividade, inovando sempre e atraindo novos nichos de mercado consumidor. Porém o consumidor a qualquer momento pode mudar seus habitos, referente a informação, preço, valor, status, moda. E esses fatores são fundamentais para que a empresa continue na sua produtividade constante.
Por isso hoje, qualquer empresa que visa sua estabilidade nesse mercado atual, além de possuir uma excelente departamentalização, deve ter seu Departamento de MARKETING.
O Marketing é maravilhoso, exige um cerébro que esteja constantemente ativo e aberto a novas informações e criatividade, é saber lidar com o ser humano, estar ligado com o que aconteceu com o mercado ontem, o que acontece hoje e o que virá a acontecer amanhã.
O Marketing vem se fragmentando em diversos segmentos, tanto que hoje já existem cursos específicos para aquele profissional que deseja atuar em uma área específica do Marketing. Isso faz com que O Mercado fique mais forte, ou seja, a concorrência será muito mais dificil e acirrada. Assim acabamos chamando este profissional, independente da sua área de atuação nesta produtividade, de Guerreiro; Simplesmente pois essa atuação hoje no mercado mundial, é MARKETING DE GUERRA.