5/20/2008

YES, WE HAVE FORD !!


(foto: Tom Ford, Eliana Tranchesi e Donata Meirelles - divulgação)

Marca masculina de Tom Ford(ex-gucci) chega ao Brasil via Daslu
Finalmente Ford chegou ao Brasil para a inauguração de sua primeira loja da América latina, localizada no masculino da Villa Daslu. O espaço é realmente surpreendente, pelo luxo e sofisticação, dignos do texano, vale dizer.

Com seu nome na seleta lista dos top designers mundiais, Tom Ford não pára de surpreender. Pouco mais de dois meses após inaugurar sua flagship store de Manhattan, situada em um imponente prédio dos anos 30 na Madison Avenue, deu-se início a um plano de aproximadamente dez anos que visa implantar e solidificar sua marca ao redor do planeta. De leste a oeste, abrindo suas portas na Ásia, Rússia, Londres e Brasil, em um total de 100 lojas e diversas outras boutiques, como é o caso da Daslu.

Ford passou um período inerte após seu desligamento da Gucci, casa que renasceu durante -e devido- sua gestão. Da quase falência à glória de ser a atual marca mais desejada do mundo. Ao perceber um nicho no mercado masculino entre os segmentos supertradicionais versus os muito conceituais, o texano e seu fiel partner Domenico DeSole associaram-se em 2006 ao grupo Zegna para criar a Tom Ford Menswear.

Um dos seus grandes segredos é aplicar elementos regionais às cidades onde se instala, inclusive na configuração das lojas. Isto significa vender uma fragrância exclusiva para Moscou ou trajes árabes e sandálias no Kuwait.

Para o Brasil, Ford aposta nos ternos, fraques, smokings e lenços, com tecidos de qualidade inacreditável.

Em entrevista para a edição de abril/maio da Isto É Platinum, ele conta porque escolheu a Villa Daslu para montar sua única loja da América Latina: “Escolhemos a Daslu porque são líderes de mercado e desenvolveram um surpreendente conceito de venda que é único em todo o mundo”.

A inauguração aconteceu ontem(19/05) e a loja está localizada ao lado do Ermenegildo Zegna, segundo andar da Villa Daslu.

fonte: Hot News by Mônica Mendes
Postar um comentário