6/04/2007

O poder do pornô

Wagner Martins, mais conhecido como o Mr Manson do Cocada Boa, sempre diz “brincando” que para se ter certeza que seu vídeo viral irá mesmo se espalhar pela internet, basta exibir “uns peitinhos”. Há muitos anos no posto de uma das maiores celebridades da internet brasileira, e responsável por vários cases com seus boatos, ele sabe o que diz.




O vídeo acima pode ser visto como um excelente viral da Good Magazine ou mesmo da “menina” que cede seu corpo para melhor exposição de dados e divulga sua URL visitada 3.412 vezes por dia. Não sei a origem das informaçõe, mas vamos lá:

- 12% dos sites existentes são de pornografia.

- 25% das buscas são de pronografia

- a palavra mais buscada é sexo

- 35% dos downloads são de natureza pornográfica

- a cada segundo 28.258 pessoas assistem pornografia pela internet.

- o lucro gerado pelo pornô na internet americana em 2006 foi de 2,84 bilhões de dólares.

- 72% dos aficionados em pornografia são homens.

- 70% dos acessos a conteúdos pornôs são durante o horário comercial.

- são estimados 372 milhões de sites pornôs

- a cada segundo 89 dólares são gastos em pornografia pela internet.

- a cada dia surgem 266 novos sites pornôs

Tem mais alguns dados no vídeo. O interessante é que muitos precipitados dirão: “a internet só tem pornografia!”. Esquecem-se que tudo isso sempre existiu, e, mais ainda, a internet é apenas uma maravilhosa ferramenta que conecta pessoas. Quem produz e distribui conteúdos somos nós. Mais ainda: quem vende e compra produtos também somos nós.

E aí está o mais interessante da produção e distribuição de conteúdo na internet, e do poder de segmentação dentro do que se convencionou chamar de Cauda Longa. Seja qual for a sua área de interesse, será muito difícil, quase impossível, você não encontrar conteúdo sobre o tema que deseja, seja em sites, blogs ou foruns. Você vai encontrar. E essa é a sua internet. A que você encontra o que busca, que você interage com quem tem afinidade.

Créditos a revista PIX e ao blog Fundamental Conteúdo.

2 comentários:

Pricoutinho disse...

A pornografia não está apenas na internet, está na verdade em todos os meios de comunicação aberta e fechada.

Sou a favor da proibição da pornografia nos meios de comunicação aberta. As famílias, homens, mulheres e crianças, são agredidas visualmente todos os dias, a qualquer momento em seus domicílios, quando procuram por Barbie no google e vão parar em sites pornográficos.
Sem falar dos casamentos desfeitos, causados por insatisfação das mulheres que descobrem que seus maridos são viciados em pornografia, o que leva a casos mais graves, como pedofilia, estrupos e outros.

É de responsabilidade das pessoas ligadas a mídia, evitar este tipo de postura.

É muito fácil citar aqui algumas empresas que desrespeitam o direito do cidadão e invadem seus lares difundindo ideias de pornografia, sexo por sexo, mulheres objeto. São elas: Demillus, Kaiser, Globo e tantas outras empresas.

Da mesma forma que existem pessoas viciadas em craque, existem pessoas viciadas em pornografia, e infelizmente as que têm interesse em se tratarem não conseguem, pois é como se encontrassem a droga em qualquer lugar, no quarto, na mesa da cozinha, na rua, em outdoors.

O mundo está voltado para a pornografia, violência e outras maldades em geral, é importante que sejam estimulados o amor, o respeito ao próximo, a compaixão.

atenciosamente,
Pri

Anônimo disse...

EU NAO SEI, MAIS ESTOU COMEÇANDO A ACREDITAR QUE A PORNOGRAFIA TEM MAIS PODER QUE O TRAFICO DE DROGAS E ARMAS JUNTOS...